segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Mangá - Prophecy de Tetsuya Tsutsui

Prophecy - Tetsuya Tsutsui da Editora JBC 

"Eu vou anunciar o que vai acontecer amanhã" 

Vamos iniciar a semana com mangá, eu gosto muito da cultura japonesa. Animes e mangás foram que contribuirão gostar muito do Oriente, uma cultura muito vasta e diferente do lado Ocidental. 

Eu estou numa fase de não ver muitos animes, só estou vendo o que eu já estava acompanhando (Naturo, One Piece, e outros), e estou lendo mais mangás, principalmente o que estão saindo no Brasil. Está sendo lançados muitos títulos, que muita vezes é quase difícil de acompanhar os lançamentos, estou preferindo os títulos pequenos ou que eu sei em quantos volumes vão acabar, ( que acaba sendo difícil, pois o mangaká pode estender as publicações). 

O mercado brasileiro está crescendo apesar de que ainda o mundo dos mangás no Brasil é um nicho muito pequeno, e tem muita gente fala que não não tem mangás legais, mais também não compras os que saem e claro que as editoras tem medo de arriscar em trazer um possível mangá que goste, principalmente hoje que, com a crise não se pode dar um passo antes que seja muito bem calculado, os prós e contras da situação. Mas vamos ao Prophecy! 
Prophecy ou Yokokuhan em japonês,  é um mangá de Tetsuya Tsutsui da Editora JBC, com 3 volumes, que tem como o tema principal: a internet. Como eu já disse anteriormente, eu não vou fazer uma analise critica sobre a obra, falar superficialmente. O que eu gosto de falar são os sentimentos que eu sinto quando estou lendo, o que fiquei refletindo, depois que eu li, eu acho isso mais importante do que eu ver a obra toda tecnicamente, e se tem alguma coisa técnica que eu gostei e que vela ressaltar, eu irei falar. por esse motivo que eu nem gosto de chamar meus relatos de resenhas.  E também, eu quase não consigo falar sem dar spoiler, mais vou tentar não fazer, então sintam-se avisados. Prophecy é um Seinen (segmentação de mercado do japão que corresponde: Homens entre 18 a 25, serie um jovem adulto para homens, na tradução literal). 

O tema contemporâneo ressalta bem o que estamos vivendo, a internet é o  um meio que não pode ser ignorado tudo que é postado pode ser bom ou mal, que fazer você ficar famoso e querido como também famoso e odiado, essa segunda opção é a mas fácil de se fazer,  como aprendi nas aulas na faculdade de comunicação social: uma noticia boa é espalhada para 6 pessoas, uma noticia ruim é espalhada para 14 pessoas, e com a internet a velocidade é que a noticia é propagada é tão absurda, que se as pessoas soubessem disso, elas iriam pensar três vezes antes postar alguma coisa na internet. 

O enredo todo é bem bolado, o mangá é bem fechado,  por ele ser pensando em 3 volumes não tem muitas pontas soltas. O enredo bem simplificado, são um grupo de 4 jovem, mais o principal que aparece nos videos é o Jornal: nome que ele se intitula nos videos, que fazer punição publicas na internet com pessoas que fizeram alguma coisa ruim na vida, e não é de conhecimento das pessoas. E com essa exibição na internet, um equipe da policia especializada em crimes cibernéticos está investigando os crimes.    

Quando eu estava lendo eu fiquei pensando isso não acontece de verdade, quando eu estava escrevendo, eu lembrei de um fato, dos videos de execuções de pessoas dos terrorista no oriente médio, fica bem claro como a internet tem esse poder, eu não sei se tem internautas (deve ter) incentivando esse atos, não quero entrar em detalhar políticos e sócios-culturais pois esse é um assuntos muito delicado e complexo. 

E também tem um assunto que foi abordado em Prophecy, que já vi aqui no Brasil surgir assunto. No mangá tem um deputado que quer ganhar popularidade do os acontecimentos dos videos do Jornal e tem uma proposta de que todo as pessoas que usarem a internet  não poderão ser anônimas, tendo que usar seu nomes verdadeiros e fotos para serem condenados pelo que postam se for de fator criminoso.  

Aqui no Brasil,  eu vi  que um deputado tinha uma proposta de todas as pessoas que forem postar na internet, qualquer coisas, tinha que fornecer o CPF para aceitar, imagina, curti no facebook tem que fornecer o seu CPF, que é absurdo, pois o CPF é um documento privado que você não sai colocando em qualquer lugar, alem de que, somos um país livre, com liberdade de expressão, e a pessoa tem o direito de não querer se reconhecida. (Só estou falando das coisas boas e legais da internet, pois se querem condenar quem usa a internet para mal, tem que achar uma maneira que não vai lesar os outros milhões de pessoas). Nem vou falar de como ele iriam rastrear todos os CPF por dia que é usado na internet, teria que um plataforma gigantesca e muito recurso. 
O final, não posso dizer que foi imprevisível, mas também não foi muito obvio, os elementos estavam pelo mangá todo, mais você não diria que ele fizeram tudo o que fizeram só para encontrar o pai do amigo que morreu, eu só pensei nisso no ultimo volume e foi as ultimas das minhas teorias. 

A arte é bem bonita, ela tem característica realista, e deixa a atmosfera do mangá bem atual. A capa do volume 1 é a mais bonita, o Jornal na capa com a camiseta dos aplicativos deixa a gente curioso do que se trata o mangá. A folha é um pouco mais grossa dos mangás que você vê por ai, é muito bom. 
No interior da capa é colorido dos dois lado e juntos foram um quadro, e o valor é R$ 13,90 cada mangá, pelo papel e pela capa colorida está OK. Por ser uma titulo bem curto, a JBC pode investir na qualidade do papel e da capa colorida, se fosse um titulo longo com certeza não teria essa qualidade. 


Bjokas, até a próxima! 

0 comentários:

Postar um comentário

Olá Sonhadores! Que bom que você chegou até aqui, espero que tenha gostado da postagem! Quer me dizer o que achou? Eu vou ficar muito feliz.
Pode ser uma sugestão, uma critica, até mesmo um oi, não se sintam acanhados, deixe-me saber o que vocês estão pensando :)
Bjokas!

 
Sonhos do Inverno Blogger Template by Ipietoon Blogger Template