segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Livro - Emperor of Thorns - Trilogia dos Espinhos de Mark Lawrence

Imagem do Tumblr - Sonhos do Inverno 
"[...] As palavras são instrumentos cegos, mais apropriado para matar do que para o munto ter sentindo." 
Já faz um tempo que eu não posto nada - um mês e pouco - minha vida estava uma correria e eu também não estava com vontade de postar nada haha
Mas vamos começar a semana com livros, esse em especial me deixou com Ressaca Literária, eu terminei já faz uma semana e até agora eu estou "sem eira e nem beira", além de da Trilogia dos Espinhos acabar, o final do livro me pegou de surpresa.  Como já falei em outras vezes, eu quase nunca consigo falar de alguma livro sem dar spoiler, como é o ultimo livro, vou tentar não dar muitos spoiler.

Emperor of Thorns começa 5 anos depois dos acontecimentos de King of Thorns, Jorg agora é Rei de 7 reinos e esta se preparando para ir a conferencia da Centena para votação do novo Imperador. O livro já começa com uma surpresa - acho que ninguém (ou a maioria) esperava, e esse spoiler eu vou me conter - fiquei quase em estado de choque, eu pensei: Serio mesmo? Jorg não tem nem uma capacidade para isso haha, mas enfim, passado meu choque, continuei com a leitura fui percebendo que agora ficou mais fácil de visualizar os acontecimentos dos Construtores, o que eles eram e o que eles fizeram.

O livro, como todos os outros tem muitos flash back, dos acontecimentos que ocorreram até o presente da historia, o que sempre da uma angustia pois nunca sabemos que o Jorg vai fazer, porque ele nunca tem planos - bem, tem planos, mais nunca quase os diz - as coisas acontecem de uma forma que posso dizer bizarra as vezes e os flash back é para explicar o porque e como Jorg teve esse a ideia ou como ele descobriu tal coisa. Esse método sempre me deixava frustada, com raiva e depois com uma sensação de euforia, Mark Lawrence consegue fazer cada pagina uma montanha russa.   

Nesse livro, o livro foca quase todo em Jorg, com os seus diálogos interno, os fash backs, Makin é um dos poucos que ainda tem algum destaque, eu já falei que eu acho ele um dos melhores personagens do livro, também temos um pouco mais de Miana, que se tornou sua personalidade tão forte como a de Katherine. O diferencial temos as partes de Chella com capítulos curtos, ela aparece no primeiramente no Prince of Thorns, e cada livro sua participação vai aumentando, mas cada vez mais importante. 

"[...] As lições certas me foram ensinadas, mas todo professor sabe que um aluno irá reincidir se as lições difíceis não forem reforçadas por repetição."

Falando em Jorg, ele continua violento, mas essa violência agora na grande maioria de suas ações elas são pensadas e estrategicamente executadas, ele não é mais o menino do primeiro livro, que fazia as coisas porque "deu na telha" , agora ele faz pensando não somente nele, mais sim nas pessoas que ele ama. O que!? Jorg amar? Essa é uma das perguntas que fica durante o livro, será que ele ama mesmo, ou esta usando como desculpa para conseguir o que quer?  Eu fiquei com essa duvida até o final do livro. 

E o final? Bem, eu não vou falar de todos os lugares que o Jorg esteve no livro, de que ele encontrou, o que ele descobriu. Por que ai, eu não vou parar de escrever, mas o que o Jorg viu durante as viagem que ele vez desse 5 anos antes, e também como as outras dos outros livros, é o amadurecimento, o crescer, o virar adulto, que apesar de parecer ser uma coisa simples que todo mundo faz, mais não é fácil, não bonito, não é cheio de alegrias, por isso muitas vezes nós protelando até quando der, quando o mundo bate a sua porta e te obriga a sair, você sai, mais bem contrariado. Ser responsável, por você, por outras pessoa, por muitas pessoas, é assustador, não confortável, ninguém está preparado para isso. 

Metaforicamente, é o que acontece, acho que é uma das mensagens do livro, tem outras, mais essa foi a mais forte para mim, que me levou a fazer uma reflexão da minha vida e a vida com ele esta sendo vivida, o que eu estou fazendo por ela. Gosto muito quando algum livro me transporta para um universo totalmente fantasioso e tem mensagem para a sua vida,  o que você pode melhorar ou tirar o que esta fazendo mal. 

"[...] Até a pior de nossas lembranças é a parte da fundação que nos mantém neste mundo." 
Mas, pois bem, o final do livro me deixou quase em uma depressão, pois eu não esperava pelo o que aconteceu. O Jorg fez tanta merda, se ferrou tanto, para conseguir o que queira e no final acabou não usufruindo daquilo que conquistou. Prepara-se o coração: Bem Jorg morreu, mais ainda continua vivo, uma parte dele apenas - um eco do como ele erá. 

Apesar de termos odiado Jorg por varia vezes, depois amado e odiado novamente, ficava aquela sensação de euforia, aquela torcida para ele consegui-se o que ele queira, que ele virasse Imperador só por pirraça, dar aquele sorriso maldoso para aquele que diziam que não conseguiria.  

Mas os últimos minutos de vida dele foram sombrios e tristes, com o ato de  morrer desengonçada e feio, nem um pouco do que ele queria, acredito que ele pudesse escolher morrer teria sido algo grandioso. Bom,  pela causa ele morreu, foi algo grandioso que irão, fazer musicas e será contado de pai para filho durante centenas de geração. 
"[...] O tempo cura todas as feridas, mais muitas vezes somente com o uso da sepultura e, enquanto vivemos, alguma dores vivem conosco, ardendo, fazendo-nos contorcer e viver para escapar delas. E, conforme nos contorcemos, viramos outros homens." 
Acho que estamos tão acostumados com final felizes, que o mocinho salva o dia e fica com a mocinha, e quando encontramos algo diferente disso ficamos com certa estranheza, eu fiquei triste pela morte de Jorg, mais fiquei tão feliz o que a morte dele causou, são sentimentos realmente conflitantes, é bom e ruim ao mesmo tempo, que sua mente quase da uma pane, e isso me deixou feliz. 

Eu não me lembre de ter uma lido ou visto, algo que deixasse com tantos emoções aberta, mas quem sabe no final de One Piece haha.

O que eu não podia deixar de falar, é que essa é a capa do livro que eu mais gosto dos três livros.  A cada livro a cor fica mais "clara", o primeiro  bem escura, quase preto, o segundo livro cinza, e o ultimo um cinza claro, é uma representação da vida de Jorg, e se você notar que a imagem do Emperor of Thorns, o Jorg não esta com a corroa na cabeça, mais sim erguida com as mão ao alto. Bem pensado, é uma dica bem na nossa casa hehe. 

A Editora Darkside é impecável, todos as edições são lindas, capa dura, o interior muito bem acabado, e a folha muito boa, gramatura ótima.  O preço talvez um pouco salgadinho, mas vale a pena cada centavo. E agora é esperar o spin off  da Trilogia dos Espinhos, Prince of Fools que vai passar no mesmo universo só que com o neto da Rainha Vermelha, que a conhecemos no final do livro Emperor of Thorns. 
"[...] É isso que acontece quando você para. Descanse e o mundo o alcançará. Lição para a vida: continue em movimento." 

Essas foram minhas reações e sentimentos para a Trilogia dos Espinhos, se você teve outra opinião ou sentimentos sobre o livro, me conta :)

Trilogia dos Espinhos
Livro 02 - King of Thorns

Bjokas, até a próxima!  

0 comentários:

Postar um comentário

Olá Sonhadores! Que bom que você chegou até aqui, espero que tenha gostado da postagem! Quer me dizer o que achou? Eu vou ficar muito feliz.
Pode ser uma sugestão, uma critica, até mesmo um oi, não se sintam acanhados, deixe-me saber o que vocês estão pensando :)
Bjokas!

 
Sonhos do Inverno Blogger Template by Ipietoon Blogger Template